Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2014

Em nome de nada e de ninguém: mea culpa!

Pensar assim.

O artista é assim. Não é ser comum nem mortal.

Pleno de diferença

um ataque de qualquer coisa

Liberdade na cidade

Entre mim e o estilo criado

Errante.

Por Coimbra me apaixonei.

Café onírico

Esfriada consciência